Cozinha segura: Medidas de prevenção COVID-19

Cozinha segura: Medidas de prevenção COVID-19

28 de julho de 2021 Off Por Claudinei

Como manter a cozinha profissional segura.

As diretrizes e regulamentos podem parecer um pouco diferentes em todo o país, mas com a implantação da vacina, o bloqueio pode começar a diminuir em breve, com a equipe começando a voltar para o local de trabalho. A cozinha, sem dúvidas é um dos ambientes mais afetados pelo coronavírus. Se seus escritórios estiverem em uso, você saberá que as coisas precisam ser feitas de maneira um pouco diferente para manter os funcionários o mais seguros possível.

É quase certo que você já fez muitos ajustes em seu local de trabalho físico. Desde limitar o número de funcionários no local, até a implementação de uma rotina de limpeza mais rigorosa, visto que há uma série de adaptações e considerações que você precisará colocar em prática.

Nesta postagem, exploraremos as medidas e precauções extras que os empregadores podem tomar para tornar as cozinhas do local de trabalho mais seguras para COVID. Alguns escritórios proibiram totalmente o uso de cozinha comunitária, já que esses espaços compartilhados apresentam superfícies de alto contato e maior probabilidade de redução da higiene das mãos. Se você estiver mantendo a cozinha do seu escritório aberta, as etapas a seguir podem ajudar a reduzir os riscos.

5 etapas que contribuem na redução de bactérias e ajuda a previnir a COVID-19

cozinha: uso de máscara

utilização de máscara na cozinha durante a preparação de alimentos

1. Localize desinfetante para as mãos na entrada e saída.
Instale uma estação de higienização das mãos na entrada e na saída da cozinha. Isso ajudará a garantir que as mãos de seus funcionários estejam limpas ao entrar e sair da área.

2. Defina um limite de capacidade.
Isso pode depender do tamanho da cozinha, mas você também pode considerar o risco de contaminação cruzada entre as superfícies que compartilham a equipe, mesmo em um espaço maior. Muitas empresas atualmente operam uma política “um dentro, um fora” em cozinha compartilhada para ajudar a aliviar esse risco.

3. Estabeleça uma rotina (e exiba-a claramente).
Garanta que sua equipe saiba exatamente como usar sua cozinha comunitária com segurança. As regras podem incluir:

Sempre lave bem as mãos antes e depois de usar a cozinha (certifique-se de que as instruções completas para a lavagem das mãos estejam claramente expostas ao lado da pia e que o sabonete antibacteriano seja fornecido).
Sempre use uma máscara ao usar a cozinha (isso evitará que partículas transportadas pelo ar de tosses e espirros se acumulem nas superfícies).
Limpe as superfícies e qualquer equipamento de cozinha que você usa com um spray antibacteriano e / ou lenços descartáveis, antes e depois do uso (certifique-se de que spray antibacteriano e / ou lenços descartáveis ​​estão disponíveis para este propósito).

4. Limite as instalações.
Você pode decidir limitar o uso das instalações da cozinha do seu local de trabalho. Você pode, por exemplo, decidir encorajar a equipe a trazer apenas almoços frios para o trabalho, que não requeiram refrigeração ou aquecimento. Esta etapa permitirá que você coloque equipamentos de “alto contato” – como geladeiras e micro-ondas – fora de uso, reduzindo o número de pontos de contato na cozinha.

5. Aumente a eficácia e a frequência da limpeza.
Aumentar a sua rota de limpeza de cozinha pode ajudar a reduzir ainda mais os riscos. Você pode decidir organizar uma limpeza adicional após horários de alto tráfego, como hora do almoço e hora do café. Você também pode optar por trabalhar com seu provedor de limpeza para desenvolver um regime de limpeza regular mais rigoroso para a cozinha do seu local de trabalho.